Insomnium

Insomnium

09 Abril - HARD CLUB (Porto)
10 de Abril - RCA Club (Lisboa)
1ª parte: Tribulation
Abertura de portas: 20h00 - Início do espetáculo: 20h30

Preço Bilhetes

25 euros

Classificação

M/6 anos (Hard Club)
M/16 anos (RCA Club)

Comprar Bilhete

Ticketline

Não deixa de ser curioso que, nos tempos que correm, o melhor death metal melódico seja feito fora da Suécia. No caso dos INSOMNIUM, na Finlândia. Oriundos de um país com uma paisagem incrivelmente evocativa – que nos faz ter de imediato visões de longas e frias noites invernosas e de uma desolação quase opressiva –, ao longo das últimas décadas o quarteto oriundo de Joensuu estabeleceu-se como porta-estandarte da tendência no novo milénio. Apoiados em composições exímias tão épicas quanto melódicas, tão melancólicas quanto majestosas e tão brutais quanto belas, o quarteto regressa ao nosso país nos dias 9 e 10 de Abril de 2018, para uma data-dupla a acontecer no Hard Club e no RCA Club, no Porto e em Lisboa, respetivamente. Os autores do aplaudido «Winter's Gate» não chegam, no entanto, sozinhos a Portugal, fazendo-se acompanhar pelos suecos TRIBULATION que, entretanto, terão editado o aguardado sucessor do incontornável «The Children Of The Night», um dos melhores álbuns de 2015 no espectro da música extrema.

Criados há exatamente duas décadas, os INSOMNIUM são hoje líderes e fieis representantes de um som que, durante os anos 90, fazia de Gotemburgo o seu solo mais fértil. Foi, de resto, para chegar à primeira divisão do género que o quarteto muito tem trabalhado ao longo dos anos. Nascidos já fora de época, em 1997 os metalheads já viviam num mundo pós-«The Jester Race», «The Gallery» e «Slaughter Of The Soul», os talentosos músicos finlandeses pegaram nas regras básicas do género e, reinventando a roda da N.W.O.S.D.M., entre 2002 e 2016, fizeram uma sequência de sete álbuns a que ninguém, que goste deste tipo de som, poderá apontar o dedo. Depurando a fórmula e tornaram-na tão sólida quanto possível, desenvolveram uma capacidade imensa para a composição de canções desafiantes, e com tanto de pujante como de melódico, que atingiram o pináculo no ano passado com a edição do registo mais ambicioso de sempre da sua carreira. Composto por um tema único de 40 minutos, «Winter's Gate» revela a versatilidade dos quatro músicos e prova que, afinal, até num espectro em que tudo parecia ter sido já inventado é possível surpreender.

Emergindo da escuridão do movimento underground sueco em 2004, os TRIBULATION mostraram-se ao mundo como uma banda de death metal, mas afastaram-se rapidamente do que era já uma tendência lotada, revelando uma visão intransigente da música extrema, que recusa ser algemada por quaisquer estereótipos de estilo. Editado em 2009, o exultante álbum de estreia «The Horror» recuperou o espírito de mestres tão antigos como os Morbid Angel, enquanto soava absolutamente fresco, numa combinação contagiante de death, thrash e heavy metal que lhes valeu elogios. O sucessor «The Formulas Of Death», de 2013, viu-os expandirem o seu vasto leque de referências, resultando em 75 minutos de música negra e épica, com toques progressivos e cinemáticos. Nada poderia, no entanto, ter preparado os seus seguidores para o enorme salto que deram no espaço de apenas dois anos. Editado em 2015, «The Children Of The Night» estabeleceu-os como um dos mais aventureiros projetos saídos do movimento escandinavo na última década e foi alvo de ótimas reações, sendo mencionado como um dos melhores discos do ano no espectro da música extrema.

BILHETES

Locais de Venda: Ticketline (1820 - http://www.ticketline.sapo.pt). Em Espanha: Masqueticket.
Lojas: Abreu, Worten, Fnac, Note!, MMM Ticket, C.C. Mundicenter, C.C. Dolce Vita, SuperCor, U-Ticketline, Ask Me Lisboa, El Corte Inglês, A.B.E.P., Casino Lisboa, Centro Cultural de Belém, Forum Aveiro, Galeria Comercial Campo Pequeno, Shopping Cidade do Porto, Time Out Mercado da Ribeira e Unkind.pt.

BIOGRAFIA INSOMNIUM

Durante as últimas décadas, os Insomnium transformaram-se, lenta mas solidamente, num dos nomes mais familiares no espectro do death metal melódico e, pelo caminho, ainda ajudaram a redefinir os parâmetros do estilo em que se inserem. Formada em 1997 na sonolenta cidade de Joensuu, no leste da Finlândia, a banda estabeleceu a sua personalidade com duas maquetas altamente aclamadas e, em 2001, assinou contrato para a edição do longa-duração de estreia com a independente britânica Candlelight Records. Por esta altura, os membros fundadores Markus Hirvonen (bateria), Ville Friman (guitarra) e Niilo Sevänen (voz e baixo) já tinham anexado o guitarrista Ville Vänni ao grupo e foi com esta formação que gravaram o álbum de estreia, «In the Halls of Awaiting». O disco chegou aos escaparates em 2002 e introduziu na cena underground uma banda jovem e feroz, cuja música combinava a agressão e o riffing violento do death metal escandinavo com uma atmosfera melancólica, apimentada pelas melodias finlandesas tradicionais.

Esse foi, de resto, o ponto de partida para tudo o que os músicos fariam nos anos seguintes, aproximando da perfeição um som cativante, progressivo, melódico e brutal – qualidades que têm mantido desde então. A estreia acabaria por ser louvada em todo o mundo do metal e, a partir desse momento, tornou-se óbvio que estavam no caminho certo. Álbum após álbum – «Since The Day It All Came Down» (de 2004), «Above The Weeping World» (de 2006), «Across The Dark» (de 2009) e a estreia para a Century Media «One for Sorrow» (de 2011) –, os Insomnium foram crescendo paulatinamente e, apoiados num rigoroso esquema de digressões pelo mundo, transformaram-se nos ponta de lança do death metal melódico feito na Finlândia. Entre acertos de formação – que hoje é composta por Hirvonen, Friman, Sevänen e Markus Vanhala na segunda guitarra – o projeto nem por um momento olhou para trás, solidificando a sua posição com a edição de «Shadows Of The Dying Sun» em 2014 e, já no ano passado, o registo mais ambicioso da sua já longa carreira.

Composto por um tema único de 40 minutos, «Winter's Gate» vai buscar inspiração à riquíssima história e mitologia escandinava no que ao conteúdo lírico diz respeito e, musicalmente, mergulha num profundo abismo melancólico, para o qual muito contribuem os teclados majestosos criados por Aleksi Munter, dos conterrâneos Swallow The Sun, que tem vindo a colaborar nas gravações do grupo desde «Above The Weeping World». À semelhança de todos os discos que gravaram no passado, este mais recente registo de estúdio veio introduzir também novos elementos que ajudam a ampliar o espectro de ação do grupo, que agora arrisca ainda mais em terrenos que nunca tinha pisado no passado. O resultado da experiência é um disco cativante, que segue o arco dramático da história, numa panóplia de diferentes ambientes magistralmente trabalhados.

 

Mais acerca de Insomnium

Website Oficial
Facebook

Mais acerca de Tribulation

Website Oficial
Facebook

  • Insomnium - Winters Gate (Pt 2)


  • Tribulation - Strange Gateways Beckon