Alter Bridge

Alter Bridge

06 de Dezembro - ALTICE ARENA/SALA TEJO (Lisboa)
1ª parte: Shinedown + The Raven Age
Abertura de portas: 18h30 - Início do espetáculo: 19h30

Preço Bilhetes

32 euros

Classificação

M/6 anos

Comprar Bilhete

Blueticket
Ticketline

Depois de, no último ano, terem estado ocupados com os seus respetivos projetos paralelos e passado separadamente pelos palcos nacionais, os talentosos Mark Tremonti e Myles Kennedy regressam com a sua banda de sempre, que não pára de crescer em notoriedade e público em Portugal: após a triunfal passagem pelo Coliseu dos Recreios em Outubro de 2017, numa data então integrada na “The Last Hero Tour”, os ALTER BRIDGE dão agora o salto para a Sala Tejo da Altice Arena, em Lisboa, onde atuam no dia 6 de Dezembro. Na bagagem trazem o novo álbum de estúdio, «Walk The Sky», o 6º da sua discografia, que será editado a 18 de Outubro. A primeira parte do espetáculo é assegurada pelos projetos SHINEDOWN e THE RAVEN AGE.

Liderados por Mark Tremonti e Myles Kennedy, famoso pela sua associação a Slash na atual aventura a solo do guitarrista dos Guns N' Roses, os norte-americanos ALTER BRIDGE – cuja formação fica completa com ¾ dos Creed – contam já com mais de uma década de carreira sólida. Um percurso sempre ascendente, apoiado em canções construídas a partir de riffs e vocalizações fortes, alicerçadas em ganchos orelhudos, distorção musculada e solos e arranjos exuberantes, que lhes valeram enorme sucesso à escala global. Acumulando pontuações máximas em revistas como a Total Guitar e a KERRANG!, digressões esgotadas nos Estados Unidos e na Europa, aparições no VH1 e até na capa da influente Classic Rock, é exatamente nessa fórmula testada com sucesso que os músicos têm baseado o seu output criativo.

Neste regresso a Portugal, os ALTER BRIDGE contam com o suporte de dois nomes a ter em conta por quem gosta de rock pesado e pejado de melodias. Oriundos de Jacksonville, na Florida, os SHINEDOWN já contam com seis álbuns no fundo de catálogo e, apoiados em temas que ficam no ouvido, já venderam mais de dez milhões de discos em todo o mundo. THE RAVEN AGE, por seu lado, foram criados em 2009 pelo guitarrista George Harris, filho de Steve Harris dos Iron Maiden, e estrearam-se ao vivo no ano seguinte. Após lançar o primeiro EP, homónimo, em 2014, o quinteto de Londres começou a partilhar palcos com bandas tão reputadas como Ghost, Mastodon, Gojira, Opeth ou os próprios Iron Maiden, acabando por gravar o primeiro longa-duração, «Darkness Will Rise» em 2017, sucedido por «Conspiracy» já este ano.

BILHETES

Locais de Venda: Bilheteira FNAC, Blueticket e Ticketline.
Em Espanha: Masqueticket.
Lojas: Abreu, Worten, Fnac, MediaMarkt, Note!, C.C. Mundicenter, C.C. Dolce Vita, SuperCor, UTicketline, Ask Me Lisboa, El Corte Inglês, A.B.E.P., Casino Lisboa, Centro Cultural de Belém, Forum Aveiro, Galeria Comercial Campo Pequeno, Shopping Cidade do Porto, Time Out Mercado da Ribeira e Unkind.pt.

BIOGRAFIA ALTER BRIDGE

Os Alter Bridge vão ficar para sempre conhecidos como a banda que ressuscitou a equipa criativa por trás do enorme sucesso dos Creed. Após a dissolução da banda de «My Own Prison» e «With Arms Wide Open» em 2004, o guitarrista Mark Tremonti e o baterista Scott Phillips foram repescar o baixista Brian Marshall para o seu novo grupo e, contando com a ajuda do prodígio ex-Mayfield Four, Myles Kennedy, os Alter Bridge – cuja designação faz referência a uma ponte na cidade natal de Tremonti – assinou a sua estreia discográfica com selo da Wind-Up Records, que disponibilizou «One Day Remains» no dia 10 de Agosto de 2004.

Composto maioritariamente pelo guitarrista da banda, o álbum mostrou-os a inclinarem-se mais para o rock duro que para a estética pós-grunge da sua banda anterior e, depois de terem andado pelo mundo numa tour de apoio ao álbum, deixaram a Wind-Up para assinarem com a Republic, subsidiária da Universal Music. Foi com uma estrutura mais pujante por trás que, no final de 2007, lançaram «Blackbird», um álbum que, ao invés da estreia, contou com muito mais participação de Myles Kennedy a nível da composição.

Em 2009, com o trio base a braços com a reunião dos Creed para uma digressão de despedida, o grupo decidiu fazer então uma pausa. O vocalista/guitarrista, por seu lado, juntou-se à banda que acompanha o icónico Slash a solo, conhecida a partir de então como Myles Kennedy & The Conspirators, e começou a trabalhar também num hipotético álbum a solo. Os Alter Bridge não passaram, no entanto, muito tempo separados e, logo em 2010, lançaram o terceiro álbum, «AB III». A digressão subsequente daria origem, já dois anos depois, a «Live At Wembley: European Tour 2011» e, sem vontade de parar, os músicos voltaram a entrar em estúdio para gravar o quarto álbum. O aclamado «Fortress» foi editado a 30 de Setembro de 2013 e recebeu reações positivas unânimes de crítica e público.

Em 2016, quebrando um silêncio de três anos, foi lançado o muito esperado quinto registo de longa-duração, «The Last Hero», que incluiu o single de enorme sucesso «Show Me A Leader». Mostrando uma impressionante ética de trabalho, os músicos entraram mais uma vez em digressão, disponibilizaram dois registos ao vivo («Live At The O2 Arena + Rarities» e «Live At The Royal Albert Hall», de 2017 e 2018, respetivamente) e, em 2019, regressaram ao estúdio para gravar o muito aguardado «Walk The Sky».

Mais acerca de Alter Bridge

Website Oficial
Facebook

  • Alter Bridge - Show Me A Leader


  • Shinedown - How Did You Love