Electric Callboy

Electric Callboy

12 Fevereiro 2023 - LAV LISBOA AO VIVO (LISBOA)
1ª PARTE: Holding Absence
ABERTURA DE PORTAS: 20H00
INÍCIO DO ESPETÁCULO: 21H00

  • PREÇOS BILHETES
  • 25 euros
  • CLASSIFICAÇÃO
  • M/6 anos

O fenómeno viral alemão vai finalmente estrear-se em Portugal com uma data única, e traz o novíssimo «TEKKNO» para mostrar em primeira mão.

A menos que tenham estado a viver debaixo de uma pedra durante os últimos 24 meses, provavelmente já todos ouviram – ou, mais precisamente, viram – o fenómeno da internet que é «Hypa Hypa», dos ELECTRIC CALLBOY. Nem um ano depois do EP «MMXX», os músicos alemães vão lançar finalmente o seu há muito esperado novo álbum que, no início do próximo ano, servirá também de mote à TEKKNO TOUR 2023, rota que os trará pela primeira vez a solo nacional para um concerto único, marcado para o dia 12 de Fevereiro, no LAV – Lisboa Ao Vivo.

Mostrando que, afinal, até na pandemia é possível encontrar algo positivo, depois de terem passado os últimos anos a “viralizar” de forma exponencial uma e outra vez, a banda traz na bagagem a novidade «TEKKNO», o sucessor de «Rehab», que será lançado a 9 Setembro via Century Media. "É incrível podermos por fim apresentar o nosso novo álbum ao mundo”, diz o vocalista Kevin Ratajczak. “Criado numa época sem espetáculos ao vivo, colocámos toda a nossa paixão, energia e loucura neste disco. Na verdade, nunca foi tão intenso escrever música nova.”

Depois de terem visto a pandemia gorar-lhes os planos de continuarem a sua conquista mundial – esmagados pelas medidas de shutdown global da música ao vivo na Primavera de 2020 –, em vez de se deixarem abater, os ELECTRIC CALLBOY, que são gente com bom humor, boa disposição e muita criatividade, enfiaram-se num estúdio. Além de criarem novos singles, deram novas roupagens a uma seleção de alguns dos seus temas mais conhecidos e apresentaram um novo vocalista limpo, Nico Sallach, anteriormente dos To The Rats And Wolves. O EP «MMXX» foi lançado a 11 de Setembro de 2020 e revelou-se um enorme sucesso, com os músicos a recuperarem toda aquela diversão despreocupada dos primeiros tempos da banda e a colocarem o pedal no metal, dando origem a uma colorida festa de metalcore injetado de eletrónica.

Metidos numa proverbial montanha-russa sonora, sacaram da cartola «Hypa Hypa», que, entretanto, já soma 21 milhões de streams nas mais populares plataformas e 11 milhões de visualizações no Youtube – com tendência a aumentar a cada novo dia que passa! Resultado, durante a pandemia, a banda conseguiu transformar-se num sucesso mundial e olhou para este sucesso sensacional como uma boa oportunidade para se reinterpretar, o que resultou numa mudança de nome, do anterior Eskimo Callboy para o atual, a 9 de Março de 2022. O processo de transformação culmina agora na novidade «TEKKNO», com o grupo a apoiar-se em toneladas de energia e divertimento para oferecer aos seus fãs um disco de metalcore, vertente electronicore, fulminante e inigualável. São dez canções bem fortes, incluindo os singles de sucesso «We Got The Moves» e «Pump It», naquele que é, indubitavelmente, o álbum que melhor mostra de que são feitos.

BIOGRAFIA ELECTRIC CALLBOY

Misturando metalcore com EDM, os ELECTRIC CALLBOY (anteriormente conhecidos como Eskimo Callboy) são uma banda de metalcore/electronicore formada em 2010. Com base em Castrop-Rauxel, na Alemanha, Sebastian “Sushi” Biesler (voz), Kevin Ratajczak (voz, teclados), Daniel Haniß (guitarra), Pascal Schillo (guitarra), Daniel Klossek (baixo) e David Friedrich (bateria) forjaram um som que roça a linha que separa o pulsar do ritmo da força das guitarras, combinando uma vibração de clube de dança com vocalizações que podem ser ferozes. Embarcando na onda daquilo a que se convencionou chamar electronicore, os músicos fizeram a sua estreia com um EP homónimo em 2010, que lhes permitiu fazerem as primeiras partes dos Callejon, Ohrbooten, We Butter The Bread With Butter ou Neaera, e até passarem por alguns festivais.

O álbum de estreia, «Bury Me In Vegas», acabaria por ser lançado a 23 de Março de 2012 através da Redfield Records, propriedade da própria banda. Fazendo-se à estrada, andaram em digressão pelo Japão na Geki Rock Tour, seguindo-se datas na China e Federação Russa. Ainda antes do ano chegar ao fim, fizeram a viagem ao lado da dupla eletro WassBasse e novamente dos Callejon na Blitzkreuz Tour. O ano seguinte foi passado a tocar pelo mundo, incluindo a primeira tour nos Estados Unidos ao lado dos Kottonmouth Kings e uma primeira participação no Wacken Open Air. Além disso, seriam ainda nomeados na categoria Up And Coming dos German Metal Hammer Awards, levando o galardão para casa.

O segundo álbum, intitulado «We Are The Mess», foi editado a 10 de Janeiro de 2014 e, pela primeira vez, mostrou a banda a trepar as tabelas de vendas – na Alemanha e na Áustria. Entretanto, os músicos entravam numa espiral de digressões, sessões de estúdio e novos lançamentos, com «The Scene», o terceiro álbum, a chegar em 2017, apoiado no sucesso dos singles «M.C. Thunder», «VIP», e no punitivo tema-título, que incluía como convidado Chris Fronzak, dos Attila. Já na sequência de um primeiro single, «Hurricane», em 2019, seguiu-se o lançamento do álbum número quatro, «Rehab», em Novembro.

Depois, em 2020, começou a pandemia, que deu início a um período de reflexão, mudança e criatividade para o coletivo. A 12 de Fevereiro de 2020, anunciaram que “Sushi”, um dos dois vocalistas, ia deixar o projeto e, a 4 de Junho, revelaram que Nico Sallach (ex-To The Rats And Wolves) ocuparia a sua posição e que iam lançar um novo EP. «MMXX» foi disponibilizado em Setembro e, três meses depois, divulgaram ter submetido o single «Pump It» à seleção para o Concurso Eurovisão da Canção 2022, acabando por não ser incluídos na lista final de participantes. A 9 de Março de 2022 efetivaram a mudança de nome – do anterior Eskimo Callboy para ELECTRIC CALLBOY – e, a 9 de Setembro, regressam às edições com «TEKKNO».

BILHETES

Locais de Venda: Ticketline.
Lojas: FNAC, Worten, El Corte Inglés, Turismo de Lisboa, ABEP, Ask Me Lisboa, Casino Lisboa, Centro Cultural de Belém, Fórum Aveiro, Galeria Comercial Campo Pequeno, Shopping Cidade do Porto, Time Out Mercado da Ribeira, U-Ticketline e Unkind.pt.
Internacional: Masqueticket.

Mais acerca de Electric Callboy